Posts Tagged ‘Mario Monti

02
Jul
12

Mãe madrasta

 

A chanceler alemã, Angela Merkel, assegurou que não haverá nenhuma «troika» para Itália ou para Espanha se pedirem a intervenção dos fundos de resgate nos mercados de dívida ou a recapitalização directa da banca.

A Portugal prometeram um empréstimo de 78 mil milhões, 12 dos quais para irem directamente para a banca, e com eles recebeu também a Troika e a austeridade. A Itália e a Espanha levantaram a voz à Merkel e vão receber muito mais sem sofrerem o mesmo que Portugal, Grécia ou Irlanda. Há os filhos da mãe e os filhos da puta que neste caso parecem ser a Espanha e a Itália.

 

13
Dez
11

Méé (Mecanismo Estabilidade Europeia)

A Carneirada
29
Nov
11

A queda de Roma

Coração do euro treme com Espanha e Itália à beira do colapsa. Itália e Espanha estão à beira do colapso e Roma já terá inclusive pedido ao FMI para preparar um plano de ajuda, no valor de 600 mil milhões de euros.

Porra, que merda de políticos e economistas que andam por aí. Vai acontecer aquilo que o mais comum dos mortais já há muito sabia e avisava e os nossos génios continuam a fazer um política e um orçamento como se nada se fosse passar e tudo fosse continuar na mesma. Isto vai rebentar, vai acontecer aquilo que recusaram fazer quando seria menos danoso, para agora nos rebentar tudo nas mãos por imposição da própria realidade.  O pior é que o funeral é o nosso.

15
Nov
11

A Nova De(s)mocracia Europeia

O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, sobre a nomeação de Mario Monti para substituir Silvio Berlusconi na liderança do governo, afirmou que a Itália «precisa de reformas e não de eleições»

Depois de proibirem o ex-Primeiro-ministro grego Papandreus de fazer um referendo ao povo grego sobre se queriam aceitar as novas medidas de austeridade que lhes eram impostas, de o substituírem por um homem de confiança do BCE, Lucas Papademos, chegou agora a vez de em Itália nomearem outro burocrata de confiança da UE para liderar a Itália e afastarem a necessidade de haver eleições antes de 2013. A democracia é coisa que esta Europa desdenha e cada vez mais repudia vivamente. Como se não bastasse que esta democracia representativa em que vivemso já pouco tenha de democrático, como provou a recusa em questionar os povos sobre os tratados que nos impuseram e possibilitar que quem é leito possa fazer o que quer, mesmo tendo sido eleito com base em mentiras e aldrabices, durante quatro anos sem haver um mecanismo que permita aos cidadãos correr com ele, chegou agora a hora de já nem quererem que os governos sejam eleitos pelos seus povos.
Os partidos mais à esquerda, os sindicatos e muitos cidadãos têm protestado nas ruas contra o aumento de impostos, pela redução de salários e roubo dos subsídios de férias e Natal, pela privatização daquilo que é publico e de todos nós, pelo aumento dos preços e destruição do estado social. é uma luta justa e que merece ser travada, mas mais importante, aquilo que realmente nos devia levar a todos a protestar e a ocupar as ruas era a exigência de uma verdadeira democracia em que todos tivéssemos o direito e o dever de participar nas decisões que condicionarão o nosso futuro. Um democracia mais participativa em que pudéssemos correr com os “Migueis de Vasconselos” da actualidade, onde pudéssemos exigir mais respeito e dignidade para todos recusando sermos tratados como mercadorias nas mãos de banqueiros e políticos corruptos. É numa nova forma de democracia que se encontra a resposta para um melhor futuro e não neste fascismo liberal escondido sob a mascara de democracia. Esta é a luta essencial e que permitirá a mudança.




Indignados Lisboa
Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Blog Stats

  • 713.936 hits


%d bloggers like this: