Arquivo de Agosto, 2011

31
Ago
11

Boyada

Reduziram nos Ministros, vão cortar em serviços e institutos mas a verdade é que continua a haver boys a necessitar de jobs, favores a pagar, promessas a cumprir e os amigos. Talvez por isso as nomeações não param, os especialistas contratados muitos e grupos para estudar ou acompanhar começam a ser muitos. Nada que mais um aumento de IVA ou IRS não pague.

31
Ago
11

Passe Social pobreza +


Este governo continua a apostar no empobrecimento da débil classe média portuguesa bobrigando-a a pagar os desvarios governamentais e o enriquecimento dos que continuam a ganhar milhões à custa da crise. O aumento dos transportes públicos foi brutal e agora surge um Passe Social MAIS, mais barato,  para os que ganham menos de 500 euros. Tocar na riqueza dos mais ricos é um Tabu e ninguém tem coragem ou vontade de mexer, mas os que trabalham e têm de esticar o salário para tentar que chegue até ao fim do mês, esses são pasto fácil para satisfazer a Troika. Para os que acabam inevitavelmente por cair na pobreza mais extrema este governo aposta na caridadezinha e esmola estatal.

30
Ago
11

Descontentamento popular e oposição

O Professor Marcelo lá apareceu mais uma vez nas suas “conversas em família” e desta vez para se congratular com o regresso das oposições ao trabalho. Ele diz que faz falta uma oposição política para que as pessoas se sintam representadas na sua zanga contra o poder. Não porque a oposição vá derrubar ou modificar a linha do governo, esse está bem sustentado por uma maioria, mas para que as pessoas não procurem outras formas de mostrarem o seu desgrado, menos fora do sistema e do controlo. Confessou mesmo que prefere ver uma manifestação dos sindicatos com muitos milhares de pessoas a protestarem que uma mais pequena mas sem estar controlada por dentro. O protesto como forma de descarregar a ira contra a injustiça e criação de pobreza é aceitavel, se for para exigir uma verdadeira mudança já é mais perigoso. É por isso que a Manifestação de 15 de Outubro, (principalmente na sua vertente internacional), as Assembleias Populares que vão acontecendo por aí, as Acampadas, os Grupos de debate social são aquilo que os preocupa mais, pois é o próprio sistema que começam a colocar em causa.
30
Ago
11

A Madeira com Bicho

Líder do PS esteve na região e exigiu ao primeiro-ministro controlo sobre Jardim, que acusa de ter levado a Madeira à bancarrota. “Bancarrota”, “irresponsabilidade”, “chantagem”, “basta”. Palavras fortes de um discurso todo feito em altos decibéis pelo líder do PS, António José Seguro, ontem na Madeira. Mas não se pense que as críticas são para Alberto João Jardim. O primeiro destinatário é mesmo Pedro Passos Coelho que Seguro diz ser “cúmplice da situação pelo silêncio”.

Por muito que a Madeira e o João Jardim embaracem o Passos Coelho a verdade é que ele não pode exercer a austeridade e os sacrifícios e permitir que na Madeira se esbanje em nome do poder do Bicho da Madeira e de ganhar umas eleições regionais. Se afirma que este governo vai ser exigente e rigoroso com as contas públicas ao “tostão” não pode dar este exemplo na Madeira.

29
Ago
11

Deserto político

Que a Sul do Tejo temos uma grande Deserto já o Mário Lino nos tinha dito e pelos vistos este governo concorda pois acaba de retirar todos os investimentos previstos para essa zona. Não vive lá quase ninguém e aquilo é terra para os menos afortunados. Não há dinheiro desiste-se dessa zona. Desiste-se como parece que este governo desistiu do país. Em nome do défice e da Trika nada se faz. O país desliza para uma profunda recessão e nada se faz para alterar a situação. Cresce a pobreza e o desemprego e só se lembram mais impostos. Destroi-se o pequeno comércio e a pequena industria para financiar a banca em muitos milhares de milhões.
29
Ago
11

A Secreta Privacidade

Na altura em que ficámos a saber pelo Primeiro-Ministro Passos Coelho que os deputados não vão ter acesso ao inquérito ao caso das informações passadas à Ongoing por razões de segredo de Estado, surge mais uma notícia sobre as nossas secretas, agora por um jornalista do Público ter sido vitima de escutas ilegais. No primeiro caso é assustador que os nossos Serviços Secretos passem informação a uma empresa Privada, informações de tal importância e secretismo que nem os deputados possam ter acesso ao conteudo do inquérito mas vamos ficar à espera de ver se alguém é acusado e condenado neste caso. No segundo, que se prove que há escutas ilegais, sem mandato de nenhum juiz e que haja operadorss de telefones que forneçam os dados sem questionar.
Na altura que estes serviços foram criados muita gente levantou a questão do perigo da privacidade poder estar em risco para logo os nossos politicos no poder afirmarem que existiam todos os mecanismos que garantiam a segurança da informação. Pelos vistos ou se enganaram ou nos mentiram e ninguém pode estar seguro de não estar a ser escutado e vigiado simplesmente porque alguém assim o decidiu numa qualquer sala escura das nossas secretas. Que garantias posso eu ter, só por me dizer anti-NATO, ou anti-Capitalista que não tenho já um processo com o meu nome, não são os meus e-mails violados e os meus telefonemas escutados?
Noutros tempos chamava-se PIDE quem fazia este serviço, agora, com muito maior facilidade fornecida pelas novas tecnologias, chama-se outra coisa qualquer, mas a insegurança começa a ser a mesma e ainda agravada pelo facto de se saber que para além do Estado servem também interesses privados.


PS: Não vamos esquecer que este governo resolveu aceitar que os nossos dados sejam sempre enviados para os EUA sempre que algum de nós voe para a terra do Tio Sam.

28
Ago
11

O super-corte na despesa do estado

O Álvaro o Super-Ministro, do Super-Ministério com a sua super-Chefe-de-Gabitete, os seus super-Assessores e super-salários anunciou que este governo vai fazer um super-corte nas despesas do Estado como não se via desde a década de 50. Pelo que tenho visto e como já não sou novo vou esperar sentado.




%d bloggers like this: