Posts Tagged ‘Maria Luís Albuquerque

02
Nov
13

Orçamento para 2014 – APROVADO

paulo portas maria luis albuquerque passos coelho rui machete assunção cristas milagre económico

Ontem foi aprovado na generalidade mais um de miséria. Discursos para aqui, discursos para acolá, do milagre económico ao não se aguentam mais sacrifícios, cada um disse de sua justiça para no fim acontecer o que já todos sabiam que ia acontecer; a sua aprovação.

Não quero ser pessimista, mas se isto já está muito mau ainda vai ficar pior e pior ainda é que não vejo acontecer nada que mude o rumo dos acontecimentos. A oposição parlamentar faz discursos de oposição, os sindicatos protestos e greves parciais para  justificar a sua existência e o que resta prefere reclamar no facebook ou meter a cabeça na areia. Os movimentos sociais, já frágeis na sua gestação, dissolveram-se no Que se Lixe a Troika que por seu lado se diluiu na sua capacidade de apresentar alternativas. Nada, zero, nicles. Não há nada a não ser pedidos de derrube do governo e eleições antecipadas em que ninguém prevê que o próximo primeiro-ministro não seja tão incapaz como o actual.

Perante este cenário e em conversa com um companheiro de lutas pareceu-nos necessário começar a juntar as pessoas e debater alternativas que possam ser a base para sustentar um protesto credível e com soluções. Poucos responderam até agora ao apelo mas nem que vá sozinho, no próximo Domingo, pelas 15 horas vou estar no anfiteatro do Jardim da Gulbenkian (onde são os concertos de Jazz), para pensar alternativas, estabelecer pontes, delinear estratégias e repensar o protesto e as acções a desenvolver. Quem desejar aparecer apareça quem pensar que não vale a pena pois que fique a fazer o que desejar. Eu vou porque não posso ficar quieto perante a situação e porque sim.

23
Out
13

Os obscuros tuneis deste governo

maria luis albuquerque paulo portas passos coelho fim do tunel

Lembro-me de ouvir o Passos Coelho referir em 2011 que em 2012 já iríamos ver os sinais da retoma, ele e mais uma cambada em que se inclui o Sr. Silva a dizerem em 2012 que em 2013 já se via ao luz ao fundo do túnel e já seria possível abrandar a austeridade e agora que estamos em 2013 já se apontam para grandes melhorias em 2014 e a ministra até fala de redução de impostos para 2015. Até lá não que ainda estamos no processo de ajustamento e a cumprir com o resgate da Troika mas depois o Sol brilhará. Não dizem é que tudo está a falhar, a divida bate recordes, os juros nos mercados continuam altos, a economia contrai, o défice não há maneira de ser atingido sem recurso a medidas extraordinárias e, se em 2014 a meta são os 4% em 2015 são 2.5% e por ai fora. A juntar a isto teremos o inevitável novo resgate (ou programa cautelar como agora lhe querem chamar) que vai obrigar a mais e mais austeridade.

Esta canalha toda do Presidente, a todos os ministros do governo, dos grupos parlamentares da maioria e os seus apaniguados, faltando claro os senhores do capital que são os seus donos, todos mentem, enganam e trafulham. São aldrabões e de mentira em mentira lá vão sacando os recursos e a vida ao país e a todos nós. Perante o não há alternativas só lhes podemos fornecer um outro não há alternativas que não seja correr com eles e quanto mais cedo melhor.

19
Out
13

Um Menu ao gosto do Sr. Silva?

maria luis albuquerque cavaco silva menu orcamental no palacio

18
Out
13

Contos do imaginário de um louco

maria luis albuquerque passos coelho paulo portas

Vá lá não sejam chatos e não me peçam para explicar o porquê e o que quer dizer este boneco. Só porque sim.

17
Out
13

A Porca do Orçamento

Maria Luis albuquerque passos coelho orcamento porco

Com toda esta confusão do Arménio e da capitulação da CGTP frente à proibição do governo  quase que este orçamento assassino passa sem se falar dele. Mais cortes nos salários, nos direitos e mais impostos e taxas em nome da Troika e dos mercados. Mais miséria e fome. Vem o governo dizer que é mais equitativo porque para além de cortar nos salários de quem ganha mais que essa fortuna que são 600 euros também vai cobrar uns trocos às empresas de energia. É verdade que vai cobrar mais impostos, mas se primeiro liberalizou os preços é evidente que quem os vai pagar somos nós nos aumentos dos preços da electricidade e da gasolina (se os querem pôr a pagar taxem os dividendos). Onde vai acabar este inferno sem fim não sei, mas sei quem são os culpados e sei que a única solução que nos resta está em correr com esta cambada, suspender o pagamento da divida e fazer uma auditoria que identifique o que realmente deve ser pago e que parte da divida é odiosa e qual que é ilegítima. Sei que enquanto não acabarmos com a corrupção nada mudará, sei que enquanto não colocarmos o homem como razão da politica e o dinheiro como simples ferramenta continuaremos a ser escravizados pelos mercados financeiros e pelo grande capital. Sei que enquanto não secarmos as tetas ás porcas que por ai andam muitos continuarão a mamar desenfreadamente. Sei que enquanto este povo não perceber que só ele pode e tem o poder para mudar tudo isto, tudo continuará a piorar perante a gula das grandes corporações. Está na hora deste povo se levantar e e fazer a mudança.

 

16
Out
13

Fly, Minister, Fly

maria luis albuquerque paulo Portas passos coelho hospedeira e pilotos

Maria Luís Albuquerque teve um fim-de-semana recheado de viagens… que se irão manter até terça-feira. Ao todo, a ministra irá fazer 14942 quilómetros entre Lisboa e as cidades onde tem de estar obrigatoriamente. ( Washington – Lisboa – Luxemburgo – Lisboa). Entretanto o Primeiro Ministro Passos Coelho iniciou uma visita ao México não estando em Portugal na altura da apresentação do Orçamento de Estado.

 

14
Out
13

Conselho de Ministro extraordinário …mas muito ordinário

passos coelho paulo portas rui machete maria luis albuquerque paulo macedo assuncao cristas pedro mota soares conselho ministros

11
Out
13

Um dia a coisa rebenta

passos coelho paulo portas maria luis albuquerque orcacento bum

Um dia a coisa rebenta e é assim, ou rebentamos nós porque esta gente nos mata de fome e de miséria ou rebentam eles quando os povos compreenderem que são sempre eles que têm o poder para mudar tudo ocupando as ruas e fazendo a revolução. Eu sei que quando se está numa ditadura há revolucionários e que quando vivemos no que chamam de democracia (embora fajuta, aldrabada e controlada) o poder gosta de apelidar de terroristas a quem não acata o seu poder de cabeça baixa, mas isso não os salvará. Isto vai ter de rebentar por qualquer lado e só espero que seja onde deve ser, pelo lado do poder corrupto, imoral e desumano. Enquanto aceitarmos que o poder governe em nome do dinheiro, do grande capital, dos mercados e nós sejamos meras ferramentas descartáveis para o lucro e para a criação desse vil metal nada mudará. Meus amigos, não serão os meus bonecos nem o que aqui escrevo que mudará nada. Não é o eu ir para a rua sempre com os mesmos que vai mudar nada. Não serei eu nem nenhum de vocês. Seremos todos e só quando formos todos algo poderá mudar, porque não somos terroristas e o que queremos é uma revolução para que se implante uma verdadeira democracia, em que, como o poder corrompe o distribuamos por todos, em que quem comande seja a voz de todos, em que os corruptos e os ladrões sejam responsabilizados, em que a fome e a miséria sejam erradicadas e as pessoas voltem a ser o objecto da politica que voltará a ser algo de nobre e digno porque praticada por todos com o objectivo de servir todos. O poder somos nós, só temos de o exercer.

08
Out
13

Musica para gente sentada em sofás

paulo portas maria luis albuquerque viii xi avaliacao troika

Já aqui me referi à conferencia de imprensa destes bandalhos no dia em que a deram. Tudo pareciam rosas, tudo era música para os ouvidos de quem temia mais cortes, mais austeridade, mais miséria. O Paulinho das feiras tinha tratado da Troika, tudo estava a correr nelhor por cá, com o desemprego a descer e a economia a subir. Débil mas era o ponto de viragem afirmava ele vendo luzes ao fundo de um túnel que para nós ainda hoje é negro como breu.Pois, mas agora que o relatório é conhecido é fácil ver que tudo o que fizeram naquela conferencia de imprensa foi esconder a verdade, não responder ao que lhes perguntavam e fingir que nada de muito mau vinha ai. Mas vem e é bem pior do que os nossos pesadelos. Porque todas as boas noticias só o eram por haver eleições e agora que passaram está na altura de repor a realidade no seu local. O Passos Coelho já avisa para que se possa gerar um «choque de expectativas». Ah pois é, na altura da apresentação do Orçamento é a altura de todas as verdades, é a altura em que podem empolar os resultados futuros mas não a realidade dos factos e das medidas. Vem ai temporal e já não há musica que possam tocar que cubra os raios e trovões que se aproximam. Vamos todos esconder-nos em casa, fechar os olhos e fingir que nada se passa? Vamos aceitar apertar mais o cinto ou em muitos casos come-lo porque já não há mais nada?

Ou vamos sair para a rua, organizar-nos em busca de alternativas e exigi-las não aceitando um não como resposta. Sinceramente não sei do que estamos à espera embora eu já desespere de tantas vezes ter ficado, sempre com os mesmos,  na rua à espera. Porra, dizem que vivemos numa democracia, que o povo é soberano, então vamos ser povo e exigir que a nossa vontade seja cumprida. Já me sinto cansado de tanto berrar e tanto esperar que peço que quando estiverem prontos, mas mesmo prontos e decididos, não só para deitar este governo abaixo, mas para realmente mudar o paradigma em que vivemos, da divida, da mentira, da corrupção, da injustiça e da miséria me digam onde e quando, Eu lá estarei.

04
Out
13

Santissima Insanidade

paulo Portas maria luis albuquerque carlos moedas santissima trindade

Com o Paulinho a negociar com a Troika, não há boas noticias mas as más ficam adiadas para o Orçamento. Quem o ouviu tinha salvo os velhinhos, os pobrezinhos e o país de sacrifícios e da bancarrota. As más noticias que dali saíram, as exigências da Troika, essas virão no orçamento e a culpa será do Paços Coelho.

22
Set
13

Uma familia de pinóquios

passos coelho maria luis albuquerque Rui machete mentirosos familia

Hoje resolvi fazer aqui um retrato de família. Família politica alaranjada , família governativa mas sobretudo familiares que comungam de uma mesma característica. São mentirosos. Mentem com todos os dentes e como todos os mentirosos são apanhados mais facilmente que qualquer coxo. Do Passos Coelho já sabemos que a sua palavra vale tanto como a bosta de qualquer cão. Quem disse o que disse na campanha eleitoral, e há registos vivos disso em diversos vídeos que correm pela net, e agora faz exactamente o contrário é não só mentiroso como também hipócrita, aldrabão e trafulha. No caso da Ministra das Finanças foram os Swaps que o demonstraram quando negou ter aprovado swaps que têm a sua assinatura. Para terminar o Rui Machete, que há uns anos afirmou numa carta escrita a uma comissão parlamentar, nunca ter possuído acções da SLN, a dona do BPN de triste memória e responsavel por muita da austeridade que sofremos,  e que  agora vem desculpar-se afirmando que não passou de uma “incorrecção factual”. Claro que podia acrescentar à lista, o Nuno Crato, o Paulo Portas e muitos outros. Grave é que não se trata de um miúdo que parte uma jarra lá em casa ou de alguém que dá uma bufa e diz que não foi ele. Estamos a falar de Ministro de um governo, gente com responsabilidades e que deveriam ser impolutos e um exemplo de seriedade num país que se respeitasse. Grave é que as suas mentiras representaram o desemprego, a fome e a miséria para milhões de cidadãos. Grave porque isso nos condena a sermos um país que regride na educação, na saúde e nos direitos sociais. Grave porque nos coloca nas mãos dos mercados e do grande capital. Grave porque transformou Portugal naquilo que ele é hoje.

19
Set
13

Os manequins da loja da Troika

maria luis albuquerque passos coelho antonio jose seguro swap shop

Agora que anda por ai a Troika e a campanha para as autárquicas obriga esta gente não se cala e todos os dias aparecem a falar mesmo quando nada têm para dizer. Na verdade tudo isto não passa de uma feira de vaidades e se uns não se importam de ser manequins dos mercados e dos senhores do grande capital, outros olham-mos com inveja e muita vontade de ocuparem os seus lugares. Lixamos-nos nós.

 

18
Set
13

Assinar em papel branco

MARIA LUIS ALBUQUERQUE SWAP SWAP SWAP

A actual ministra das Finanças aprovou um financiamento pedido pela Estradas de Portugal (EP) junto do Deutsche Bank no valor de 150 milhões de euros (o contrato de cobertura de risco, que viria a acumular perdas potenciais superiores a 13 milhões de euro.
No parecer positivo que assinou, enquanto técnica da Agência de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público (IGCP), ao financiamento contraído pela empresa pública, a actual ministra escreveu que “não eram indicados quaisquer detalhes da natureza do swap” na proposta feita pela EP, não se sabendo sequer “se a operação é a taxa fixa ou variável”.
Maria Luís Albuquerque deu “luz verde” à empresa a 4 de Junho de 2010, depois de, a 16 de Dezembro de 2009, ter dado um primeiro parecer em que considerava que “o custo do financiamento é excessivamente alto, sobretudo face à alternativa de financiamento com garantia do Estado”.
No parecer de Junho de 2010, a ministra escreve que foi “contactada telefonicamente a directora financeira da Estradas de Portugal”, tendo Maria Luís Albuquerque sido “informada de que o swap a contratar associado à operação em apreço não tem ainda os seus termos finalizados”.

A Miss Swap até pode ser muito competente mas no mínimo é irresponsável o que faz com que não possa ser ministra. Então assina sem saber o que está a assinar? Ou sabia? É que se ainda por cima havia um financiamento com garantia do Estado mais barato porque autorizou? Porque era o Banco dos patrões alemães? Porque era preciso criar divida para depois poderem invadir o pais aterrando calmamente no aeroporto da Portela?
Se lá porque razão for, incompetência, irresponsabilidade, corrupção ou traição a verdade é que tem de levar ela e toda a corja que lhe dá guarida e os seus respectivos donos têm de ser corridos, de preferência a pontapé. É que quem está a pagar somos nós, nos impostos, nos salários cada vez mais baixos, na saúde, na educação, nas reformas, na segurança social, na fome e na miséria que alastram. Esta gente é criminosa e devia estar a ser julgada pelos seus crimes contra os cidadãos e contra o país. Rua com esta corja toda e se for hoje já é tarde.

17
Set
13

Uma segunda-feira em Portugal

maria luis albuquerque troika 8 avaliacao

A Troika chegou nesta Segunda Feira, para fazer não uma avaliação à forma como decorre o programa de empobrecimento e de subjugação  de Portugal, mas duas de uma vez, a oitava e a nona. O melhor era fazerem também já a décima e despachavam isto de vez. O Cavaco Silva veio humildemente pedir à Troika que não seja muito má. Foi simpático da parte dele. Isto no mesmo dia em que no Parlamento, Almerindo Marques, ex-presidente da Estradas de Portugal, assegurou que foi Maria Luís Albuquerque quem deu o parecer favorável do IGCP à contratação de um swap pela Estradas de Portugal há três anos enquanto responsável da Agência de Gestão da Tesouraria e Dívida Pública. Enfim uma Segunda-feira como qualquer outra neste pacifico jardim à beira-mar plantado.

15
Set
13

O Grito

maria luis albuquerque antonio jose seguro swaps grito

O PS pediu este sábado ao primeiro-ministro que se pronuncie sobre a destruição de documentos alusivos aos contratos ´swap´. «Isto não pode ser um caso em que se fala e fala e depois não há apuramento de responsabilidades.

Eu já devo andar a confundir a realidade com a premonição. Iria jurar que este assunto da destruição dos documentos que comprometiam os bandalhos que andaram a roubar com as Swaps e foram destruídos ao fim de três anos e não dos vinte exigidos por lei já foi noticia há alguns meses. Mas, pelos vistos, o abananado Seguro só agora se lembrou de gritar em protesto.

É claro que as responsabilidades de quem rouba quando está no poder ficam sempre esquecidas ou faltam provas. Seja o BPN, as Parcerias público privadas, os submarinos ou os Swaps, tudo acaba em águas de bacalhau e sem ninguém ser responsabilizado. Vivemos na terra em que alguns tudo podem fazer impunemente enquanto outros são despedidos só porque demoraram um pouco mais de tempo na casa de banho ou não vergou a espinha quando passou o patrão. Só apetece mesmo é gritar e hoje é um dia tão bom para o fazer como qualquer outro. às 16H30 na Praça de Espanha vamos libertar esse grito com as vozes ao alto. Um grito que não possa deixar de ser ouvido e assuste este poder corrupto, ladrão e desumano.




Indignados Lisboa
Agosto 2020
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Blog Stats

  • 716.831 hits


%d bloggers like this: